São Paulo teve mais de 1.000 bikes roubadas em apenas cinco meses

GLOBO – Dados inéditos informados pelo telejornal Bom Dia São Paulo, da Rede Globo, mostram que entre 2014 e 2016, esse tipo de crime teve aumento de 36% na capital

O universitário Alcides Lima de Souza, de 24 anos, teve sua bicicleta roubada momentos depois de deixar a ciclovia da avenida Dumont Villares, imediações do Sesc Santana, na zona norte da capital. Era um domingo à tarde do mês de janeiro. “Dois homens numa bike se aproximaram e um deles, com as mãos sob a camisa, exigiu a minha. Fiquei sem ação, sem bicicleta e não procurei a polícia. Não adianta”, disse a vítima, que mora no Tucuruvi.

Souza está nas estatísticas dos levantamentos de furtos e roubos de bicicletas divulgadas, com exclusividade, pelo telejornal Bom Dia São Paulo (Rede Globo) desta quinta-feira (30). Entre 2014 e 2016, esse tipo de crime subiu 36%.

Reportagem mostrou que a quantidade de ciclistas aumentou na capital, principalmente com o aumento da malha cicloviária na cidade, mas a segurança não acompanhou esse crescimento. De janeiro a maio de 2016, foram 1.136 registros de furtos e roubos de bicicletas. Em 2014, no mesmo período, foram 833 casos, revelando um aumento de 36% nos registros em 2016.

A ciclovia da Marginal Pinheiros possui um dos trechos mais perigosos para os ciclistas da capital, já que não possui iluminação nem guardas na região.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), em 2014, mais de 2.000 bicicletas foram roubadas e furtadas em São Paulo. Em 2015, esse número pulou para mais de 2.500. Em 2016, somente nos cinco primeiros meses, já foram mais de 1.100 bicicletas.

Foto: J. Duran Machefee/Folhapress