Chuva na 5ª deve acabar com seca de ao menos duas semanas em SP

CLIMA – Em pleno inverno, SP registrou nesta segunda (4) a tarde mais quente desde maio, segundo o Inmet, 26,4°C. No dia 22 de maio, os termômetros alcançaram 26,5°C

A chegada de uma frente fria no meio da semana deve interromper o “veranico” pelo qual a capital paulista passa desde o final da semana passada. Nesta quinta-feira (7), além da ligeira queda de temperatura, a cidade deve voltar a ter chuvas após ao menos duas semanas.

De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), as últimas chuvas que atingiram toda a região metropolitana de São Paulo foram há quase um mês, nos dias 6 e 7 de junho. Houve ainda uma chuva rápida entre 22 e 23 de junho, mas apenas em alguns pontos da região.

“O longo período sem chuvas e ventos leva a uma piora na qualidade do ar, que fica parado, aumentando a concentração de poluentes”, explica Josélia Pegorim, meteorologista da Climatempo. A chuva, que não deve ser muita, deve ajudar a melhorar essa qualidade. Segundo Pegorim, o período de seca é normal para essa época do ano.

Em pleno inverno, São Paulo registrou nesta segunda-feira (4) a tarde mais quente desde 22 de maio, segundo o Inmet. A temperatura chegou a 26,4°C – em 22 de maio, os termômetros alcançaram 26,5°C.

O Inmet aponta temperaturas estáveis na terça-feira (5) e na quarta, com máxima de 29°C e mínima de 15°C. Os ventos vão de fracos a moderados com rajadas já a partir de terça. Na quinta, a tendência da temperatura é de declínio, com máxima de 24°C e mínima de 14°C. Na sexta-feira (8), a mínima pode chegar a 10°C.

Pegorim reforça que nem as chuvas nem a queda de temperatura devem ser muito sentidas. “Que ninguém fique esperando por tempestade. E também não dá pra dizer que a temperatura vai despencar”, diz.

Foto: Marcelo S. Camargo/Folhapress