Ex-ministro Juca Ferreira é intimado a depor em CPI do Theatro Municipal

CONVOCAÇÃO – Juca foi chamado por ter sido secretário de Cultura municipal no período em que começaram as irregularidades; depoimento deverá ocorrer somente em agosto

A CPI que investiga, na Câmara dos Vereadores, desvio de recursos e outras irregularidades na gestão do Theatro Municipal de São Paulo intimou o ex-ministro da Cultura Juca Ferreira a prestar depoimento sobre o escândalo em agosto.

Segundo Quito Formiga (PSDB), presidente da comissão, não há ainda indícios de envolvimento de Juca em esquema que causou um rombo de R$ 15 milhões nas contas do teatro. Juca foi chamado por ter sido secretário de Cultura municipal no período em que começaram as irregularidades e também será questionado por ter indicado o ex-diretor geral da casa, José Luiz Herencia, ao cargo.

Herencia é investigado por recebimento de propina e fechou acordo de delação no Ministério Público. Nesta quarta, a CPI também aprovou um pedido de quebra de sigilo bancário do secretário de Comunicação da prefeitura, Nunzio Briguglio Filho. A quebra ainda não foi autorizada pela Justiça. Segundo Formiga, também foram pedidos o afastamento de Nunzio de seu cargo, além de acesso a e-mails trocados por ele.

Foto: Fernando Frazão/Abr