Brasil coloca favoritismo à prova na estreia contra Camarões

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Atual bicampeã olímpica e do Grand Prix de vôlei feminino, a seleção brasileira inicia a disputa da Rio-2016 como uma das favoritas ao ouro. A estreia é contra a fraca equipe de Camarões, neste sábado (6), às 15h, no Maracanãzinho.
Apesar do histórico recente, a equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães não é a maior favorita ao topo do pódio. A grande concorrente é a equipe dos EUA, que o Brasil derrotou na final do Grand Prix, em julho passado.
As equipes da China e da Rússia também chegam ao Rio como postulantes ao título.
Para o técnico Zé Roberto, porém, as jogadoras do Brasil não devem pensar na disputa de medalha durante a fase classificatória. Os diferentes estilos das seleções da chave obrigará o time a variar bastante o repertório em quadra.
“Nosso caminho será árduo e difícil e temos que seguir trabalhando forte. Existe um equilíbrio muito grande. Nós vamos enfrentar escolas completamente diferentes como Japão, Coreia do Sul e a Rússia e a nossa adaptação terá que ser muito rápida para cada confronto”, afirmou o treinador.
A seleção tem um desfalque certo para a estreia. A central Thaísa teve um pequeno estiramento muscular na panturrilha e deve ser substituída por Juciely.
Cabeça de chave do grupo A, o Brasil ainda enfrentará Argentina, Japão, Coreia do Sul e Rússia na etapa classificatória. No grupo B estão EUA, China, Sérvia, Itália, Holanda e Porto Rico. As quatro melhores de cada chave avançam às quartas de final.