Maduro promete reação mais dura que a da Turquia contra um eventual golpe

Único jornal diário gratuito no metrô

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, afirmou que os expurgos desencadeados pelo presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, após a tentativa de golpe em julho pareceriam coisa de criança perto do que poderia ocorrer na Venezuela caso a oposição tentasse algo semelhante.
“Vocês viram o que aconteceu na Turquia?”, perguntou Maduro, em um evento transmitido pela TV na noite desta quinta (18).
“Erdogan vai parecer um bebê de colo comparado com o que a revolução bolivariana fará caso a direita ultrapasse a linha com um golpe.”
Após uma fracassada tentativa de golpe, em 15 de julho, o governo de Erdogan demitiu, afastou e colocou sob investigação mais de 60 mil pessoas nas Forças Armadas, no Judiciário e em outras áreas do Estado.
Em um cenário similar, disse Maduro, ele colocaria “ordem e autoridade com a lei num nível nunca antes visto” na Venezuela.
“Não digo por dizer. Estou preparado para fazê-lo e não me importa o que digam a OEA [Organização dos Estados Americanos] e o imperialismo norte-americano”, completou o presidente.
Apesar do tom de ameaça, Maduro disse querer “paz, diálogo e prosperidade”.
A oposição venezuelana se prepara para um ato em Caracas no dia 1º de setembro, para exigir a data de recolhimento das 4 milhões de assinaturas necessárias para se convocar o referendo revogatório contra o presidente Maduro.