Russomanno visita feira livre da periferia pelo 2º dia consecutivo

“Ó o muçulmano aí”, diziam feirantes em tom de brincadeira diante da passagem do candidato à Prefeitura de São Paulo, deputado federal Celso Russomanno (PRB), nesta quarta-feira (17), em seu segundo dia de campanha no Capão Redondo (extremo da zona sul).

O candidato repetiu a receita do primeiro dia e foi novamente a uma feira livre da periferia. Voltou a fazer críticas à atuação da prefeitura, sem citar o nome do prefeito Fernando Haddad (PT). Também prometeu uma campanha estilo paz e amor, sem atacar seus concorrentes. “A gente pode apontar defeitos que encontra na administração, mas ataques às pessoas eu não faço. Não fiz na campanha de 2012 e não vou fazer nessa campanha”, disse o candidato.

Russomanno não quis se pronunciar sobre a citação da senadora e candidata à prefeita Marta Suplicy (PMDB) em delação da Odebrecht, que afirma que ela recebeu R$ 500 mil via caixa 2 em 2010. “Não quero fazer comentários porque delações são feitas todos os dias e precisa haver comprovação”, disse.

Ele também disse estar mais pronto para os eventuais ataques, já que terá mais tempo de televisão para se defender que na eleição anterior para prefeito, da qual ficou fora do segundo turno após liderar as pesquisas. O Capão Redondo é um tradicional reduto petista de São Paulo. Mesmo assim, o candidato, conhecido por seu trabalho como apresentador de televisão, foi tietado por pessoas que queriam tirar fotos e autógrafos.