Temer não comenta discurso de Dilma e diz que aguarda com “tranquilidade”

GUSTAVO URIBE
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O presidente interino, Michel Temer, evitou comentar nesta segunda-feira (29) o discurso feito no Senado pela presidente afastada, Dilma Rousseff, com críticas ao governo interino.
No final de encontro com medalhistas olímpicos, no Palácio do Planalto, o peemedebista disse que não assistiu à petista, mas afirmou que aguarda o resultado da fase final do processo de impeachment com “absoluta tranquilidade”.
“Eu sou obediente às instituições do país e espero que o Senado venha a decidir”, disse o presidente interino.
Segundo a reportagem apurou, contudo, o presidente interino assistiu ao discurso no Palácio do Jaburu acompanhado dos ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo).
A avaliação feita pelo governo interino após a fala inicial da petista foi a de que ela adotou poucos recursos emocionais, que poderiam conseguir votos de indecisos, e repetiu a retórica política dos últimos meses, sem trazer elementos novos com potencial de reverter apoios na fase final.
O entorno do peemedebista se irritou com as acusações feitas pela petista de que o governo interino é um “usurpador”, mas a ordem no Palácio do Planalto é não rebatê-la publicamente para criar uma polarização política que dê mais espaço ao discurso da presidente afastada.
Na tentativa de passar a mensagem pública de que o governo interino não está preocupado ou paralisado com o processo de impeachment, o presidente interino promoveu um encontro com medalhistas olímpicos ao mesmo tempo em que a petista respondia a perguntas no Senado.
Em discurso, o peemedebista afirmou que os atletas olímpicos são “um exemplo para o país” e disse que, apesar da desconfiança da imprensa internacional, o país conseguiu promover um evento internacional com sucesso.
“Tudo isso foi desmentido pelos fatos”, disse. “Vocês deram um espírito de unidade, de fraternidade que se espalha pelo país. E o que o país quer é união”, acrescentou.
AGRESSÃO
O encontro teve as presenças de Martine Grael e Kahena Kunze (da vela), Alisson e Bruno (vôlei de praia), Rafaela Silva (judô), Lucas Saatkamp (vôlei de quadra), entre outros medalhistas.
No final do evento, o peemedebista tirou fotos com os atletas e chegou a até mesmo vestir uma touca de polo aquático.
Com a aproximação da imprensa ao peemedebista, no entanto, a segurança presidencial agiu com truculência com jornalistas.
No trajeto até a rampa do Palácio do Planalto, enquanto o peemedebista respondia a perguntas, repórteres e cinegrafistas levaram empurrões e cotoveladas.