ESPM passa a aceitar nota do Enem para seus cursos da unidade de SP

A ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) vai aceitar a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para seleção de parte dos alunos. A instituição reservou 10% das vagas de todos os cursos da unidade de São Paulo para quem fez o exame.

O interessado deverá fazer a inscrição no site da ESPM até 25 de outubro e pagar uma taxa de R$ 100. Com o pagamento, ele poderá também concorrer pelo vestibular tradicional da escola – havendo a necessidade de realizar a inscrição separadamente.

Somente as notas entre 2009 e 2015 serão aceitas. Por conta do calendário, a nota do Enem 2016 não será contemplada. Para entrar na ESPM pelo Enem, o candidato deverá ter nota mínima média de 580 pontos na parte objetiva da prova.

Na redação, a nota mínima é de 650.

Adotado como critério de seleção em praticamente todas as universidades federais do país, o Enem tem chegado a instituições privadas de ensino consideradas “de elite”. Por exemplo, a FGV (Fundação Getúlio Vargas) também vai usar a nota do Enem na escolha de alunos neste ano.

De acordo com Ismael Rocha, diretor-acadêmico da graduação da ESPM, o objetivo é criar outra oportunidade de ingresso. Além do vestibular da escola. “Não necessariamente buscamos um perfil diferente de alunos, mas há uma boa possibilidade de atrair alunos de outros Estados”, diz. Rocha ainda cita a “consolidação” logística e pedagógica do exame como fator para a decisão.

A ESPM é uma das mais renomadas instituições de ensino privado do país, sobretudo na área de comunicação. O curso mais tradicional da escola, de Publicidade e Propaganda, teve no ano passado uma concorrência de mais de dez candidatos por vaga. Outros seis cursos de graduação são oferecidos.