São Paulo tem chuva forte e entra em estado de atenção

Após calor de 34º C durante a tarde, São Paulo tem chuva forte em diversos pontos. As zonas norte e oeste estão em estado de atenção para alagamentos, assim como as marginais Tietê e Pinheiros, segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), da prefeitura.
Três pessoas estão ilhadas dentro de uma residência no Parque São Domingos, na zona norte. Há risco de desmoronamento, de acordo com informações do Corpo de Bombeiros.
Ainda há um ponto de alagamento intransitável na Avenida dos Tajuras, na altura da rua Doutor Alberto da Silveira, no bairro do Butantã.
Há possibilidade para queda de granizo na zona oeste e nos bairros Anhanguera e Jaraguá, na zona norte, de acordo o CGE.
CHUVA PELA MANHÃ
Quem saiu cedo de casa nesta quinta-feira (20) também foi surpreendido por uma forte pancada de chuva. Durante uma hora e meia, os paulistanos tiveram que se proteger do temporal e enfrentar lentidão no transporte público, principalmente os usuários do Metrô paulista e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).
No decorrer do dia o sol, retornou e a temperatura chegou a 33°C. Pela manhã, a chuva começou por volta das 7h e deixou parte da cidade de São Paulo em estado de atenção, de acordo com CGE. A chuva atingiu com mais intensidade as zonas norte, leste, centro e marginal Tietê, que ficaram em atenção das 7h23 até as 8h10.
Os moradores da zona oeste também sofreram com a chuva. De acordo com o órgão, a região foi a que teve a maior precipitação (5,3 mm), seguido pelas zonas sul (3,6 mm) e norte (3,5 mm) –em média, choveu 3,4 mm na capital paulista. Michel Pantera, meteorologista do CGE, explica que a chuva passou rapidamente por São Paulo e se deslocou para as regiões de Guarulhos e Itaquaquecetuba.
Tempo Confira a previsão para a sua cidade Veja a previsão para os próximos cinco dias Com a pancada de chuva, as linhas do Metrô e da CPTM circularam com velocidade reduzida e maior intervalo. Durante a chuva, a cidade não teve congestionamento acima da média. De acordo com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), a cidade registrou às 8h 78 km de morosidade –índice abaixo do limite máximo para o horário, que é de 80 km. O pico de lentidão foi registrado às 9h, quando a companhia registrou 10,1 km, também abaixo da média superior para o horário.
Pantera explica que a chuva na manhã desta quinta é em decorrência de áreas de instabilidades formadas na região de Sorocabana, no oeste do Estado, e as elevadas temperaturas durante a madrugada.
O tempo continua instável nesta sexta (21), com as temperaturas oscilando entre 19°C e 32°C. De acordo com os meteorologistas, as chuvas continuam a ocorrer na forma de pancadas concentradas entre o final da tarde e a noite, com pontos de maior intensidade, raios e rajadas de vento. Há diferenças entre as previsões de diferentes institutos por causa do número e da localização das estações meteorológicas usadas nas medições.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)