Alckmin lança edital de concessão de 570 quilômetros de rodovias em SP

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), lançou nesta sexta-feira (4) o edital de concessão de 570 quilômetros de rodovias do centro-oeste paulista, entre as cidades de Florínea, na divisa com o Paraná, e Igarapava, no limite com Minas Gerais.
O certame prevê 30 anos de concessão, com investimento total de R$ 3,9 bilhões, sendo R$ 1 bilhão em obras de ampliação principal, R$ 1,8 bilhão em restauração das estradas, R$ 516 milhões em equipamentos e sistemas, além de outros investimentos. A abertura das propostas será em 22 de fevereiro de 2017.
O lote inclui trechos das rodovias SP-266, SP-294, SP-322, SP-328, SP-330 e SP-351, que passam por 30 municípios nas regiões administrativas de Araraquara, Barretos, Bauru, Franca, Marília e Ribeirão Preto. Cerca de 200 quilômetros de pistas devem ser duplicados, diz o governo. Parte do trecho faz parte da atual concessionária ViaNorte, cujo contrato está previsto para encerrar em 2018.
A concessão prevê revisões de contratos a cada quatro anos, que vão considerar eventuais atrasos ou não conclusões. Para o usuário, o Palácio dos Bandeirantes promete que as tarifas de pedágio podem baixar em média 19%, e promete um sistema de preços dinâmicos, em que os valores podem reduzir de acordo com o volume de trafego e o horário.
Também haverá desconto de 5% para quem usar tags automáticas para pagamento de pedágio. Além disso, haverá, diz o governo, cobertura total de câmeras inteligentes com detecção automática, integradas ao Detecta, da Secretaria da Segurança Pública, e cobertura wi-fi nas pistas.
O edital será publicado na edição deste sábado (5) do “Diário Oficial” do Estado. Hoje, 6.900 quilômetros de rodovias em São Paulo são administrados por 20 concessionárias. Entre 1998 e 2016, essas pistas receberam R$ 89 bilhões em investimentos, diz o governo.

THIAGO AMÂNCIO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)