MPF recupera R$ 270 milhões de propina paga a Cabral no exterior

O Ministério Público Federal do Rio afirma que já conseguiu recuperar cerca de R$ 270 milhões da propina paga ao ex-governador Sérgio Cabral em contas no exterior. A ocultação desses recursos era feita, segundo a procuradoria, pelo empresário Eike Batista, alvo da Operação Eficiência deflagrada nesta quinta-feira (26).

O valor representa quase 80% dos US$ 100 milhões (cerca de R$ 340 milhões) ocultados por Eike no exterior para o ex-governador – o restante contava com a colaboração de outros empresários.

O valor também supera a propina estimada pela procuradoria paga por empreiteiras nas principais obras do Estado, como o Maracanã, “PAC das favelas” e Arco Metropolitano. Os investigadores calculavam que o peemedebista obteve R$ 224 milhões em recursos ilícitos com esses contratos.