Após assaltos, Uber começa a exigir CPF para corridas a dinheiro em SP

A Uber começou a exigir, nesta segunda (13), o uso do CPF para corridas pagas a dinheiro. A medida, que começa a funcionar em São Paulo, funcionará para novos usuários ou pessoas já cadastradas que não tenham utilizado o serviço ainda.

Em nota, a Uber informou que a medida, que inclui também a informação da data de nascimento, está sendo tomada por conta da “preocupação de motoristas parceiros a respeito da violência urbana, que impacta toda a comunidade e continua sendo um dos maiores desafios no Brasil”.

As informações concedidas na hora de pedir a corrida pelo aplicativo serão analisadas pelo sistema para confirmar a veracidade antes do início da corrida. Pessoas que não quiserem informar o documento só conseguirão usar o serviço se optarem por outra forma de pagamento, como o cartão de crédito.

Segundo o Uber, outras medidas de segurança vêm sendo tomadas para melhorar a segurança dos motoristas e passageiros. No ano passado, uma análise de perfis fez com que alguns perfis fossem banidos do aplicativos.