Estado e Prefeitura de SP renovam o acordo para preservar Guarapiranga

O Governo do Estado e Prefeitura de São Paulo firmaram nesta quarta-feira (22), Dia Mundial da Água, um termo de cooperação para renovação do programa Nossa Guarapiranga. O acordo, assinado pelo governador Geraldo Alckmin e o prefeito João Doria às margens da própria reserva, visa a limpeza, remoção de resíduos e conservação do espelho d’água da represa.

“Os afluentes que chegam à represa trazem muita sujeira, como plásticos e pneus. Teremos 1,1 quilômetro de ecobarras e 10 embarcações para tirar a sujeira e as algas do fundo da represa”, disse o governador. “É um trabalho conjunto com a prefeitura que vai levar o material para os aterros. Com isso, nos estamos aumentando a sua capacidade de reservação”. O documento inclui ainda a implantação de 11 ecobarreiras, além de outras iniciativas.

Alckmin falou sobre as iniciativas de preservação e recuperação de matas ciliares do Governo do Estado, pelo Programa Nascentes (saiba mais). Esse trabalho também é efetuado pela Sabesp nas ilhas da Guarapiranga, com destaque para a Ilha das Formigas, onde foram plantadas 300 mudas de árvores. ”Atingimos a nossa meta de 4.400 hectares de mudas plantadas e no ano que vem vamos ampliá-la para mais 50%, ou seja, mais 2,200 mudas”. O termo de cooperação tem validade de 12 meses, com possibilidade de renovação por mais cinco anos.

Sobre a questão de abastecimento, o governador disse que as obras em andamento estão dentro do cronograma estabelecido. “No segundo semestre, nós entregaremos a PPP (Parceria Público-Privada) do São Lourenço (novo manancial para abastecer a Região Metropolitana), mais 6,4 mil litros de água por segundo, e a interligação da Bacia do Paraíba com a Represa de Atibainha”, disse.

Durante o anuncio das medidas, houve o lançamento de uma edição da Revista da Turma da Mônica, “O craque do time”, sobre educação ambiental, que será distribuída para crianças e jovens, como parte de uma parceria da Sabesp, com os estúdios do desenhista Maurício de Souza, Instituto Trata Brasil, Cúria Metropolitana de São Paulo e secretarias de Saneamento e Recursos Hídricos e Educação.