Indígenas e policiais entram em confronto em frente a Congresso

Um grupo de índios fez um protesto nesta terça-feira (25) em frente ao Congresso Nacional pedindo a retomada das demarcações de terras indígenas e a saída do ministro da Justiça, Osmar Serraglio, do cargo. Houve confronto. Organizadores estimaram em 3.000 os índios em frente à sede do Poder Legislativo.

A manifestação começou no início da tarde e, por volta das 15h40, os indígenas entraram conflito com a Polícia Legislativa, que fazia a segurança da Câmara dos Deputados e do Senado. Os manifestantes usavam arco e flecha e os policiais, bombas de efeito moral, escudos e cassetetes.

Além da retomada das demarcações e da saída de Serraglio, os índios pedem o fortalecimento da Funai (Fundação Nacional do Índio), órgão que é submetido à pasta da Justiça. Pouco depois das 16h, carros da Polícia Militar do Distrito Federal chegaram ao Congresso para reforçar a segurança do local.

Os manifestantes foram dispersados pelos policiais enquanto tentavam deixar no espelho d’água do Congresso cerca de 200 caixões, que representavam líderes indígenas assassinados em conflitos de terra.