PM usa spray de pimenta contra alunos de escola estadual na ZO

Uma manifestação com cerca de 40 alunos de uma escola estadual da Lapa, na zona oeste de São Paulo, terminou com o uso de spray de pimenta pela Polícia Militar na manhã desta segunda-feira (20). Segundo uma estudante de 16 anos, o protesto contra o possível fechamento de duas salas de aula começou dentro da Escola Estadual Romeu de Moraes, nos últimos horários do turno da manhã.

Após o fim da aula, os alunos decidiram continuar a manifestação interrompendo, por pouco tempo, o fluxo de veículos da rua Tonelero. A aluna conta que o protesto era pacífico até uma motorista se recusar a parar e avançar em direção aos estudantes.

A Polícia Militar foi acionada pela motorista e, chegando ao local, explicou aos estudantes que uma comunicação prévia do protesto deveria ter sido feita. Um vídeo gravado por um aluno mostra o momento em que um policial militar conversa com os adolescentes e eles se retiram da rua, encerrando a manifestação.

Poucos segundos depois, os policiais usam o spray de pimenta em direção à calçada para afastar os alunos. Ali também estavam as crianças que esperavam o portão da escola ser aberto para as aulas do turno da tarde.

De acordo com a estudante, várias crianças e adolescentes passaram mal com o gás. A PM afirma que o gás foi utilizado para evitar acidentes, uma vez que os estudantes “chegaram a entrar na frente de um carro preto”. Ainda segundo o órgão, uma investigação preliminar para “apurar a conduta dos policiais” será instaurada.