Parques da capital oferecem espaços para reunir a família em piqueniques

Desde que o paulistano decidiu “tomar conta” de São Paulo, os piqueniques nos parques públicos vêm sendo um atrativo a cada final de semana, e este momento de lazer reúne a família e amigos que, no estilo bem tradicional, abrem sua toalha na grama, espalham seus alimentos e se divertem ao ar livre. As dicas são do www.passeiosbaratosemsp.com.br.

A diversão nos parques é garantida. Basta sair de casa cedinho para aproveitar os finais de semana com muito lazer e bem estar.

 

Parque da Aclimação

Um parque tranquilo e agradável de 112 mil m² de área verde, com pista de cooper de 5 km que circunda o lago. Frequentado por moradores da região, é uma ótima opção para caminhadas, praticar esportes ou fazer um piquenique com a família e amigos. É proibido circular de bicicletas. O parque abriga uma concha acústica, jardim japonês com espelho d’água, aparelhos de ginástica, parques infantis, paraciclo e campos de futebol, voleibol e basquetebol. O lugar mais requisitado para um piquenique é à beira do lago

Rua Muniz de Souza, 119, Aclimação.

 

Lions Clube Tucuruvi

Localizado na zona norte, o Parque Lions Clube Tucuruvi possui uma diversificada estrutura para treinos, caminhadas e práticas de esportes, mas, também, é referência ao incentivo à leitura. Possui acervo literário (5 mil títulos) e atividades aos domingos: saraus, contação de histórias e encontro com autores.

Depois de dar uma passada no “bosque da leitura” poderá realizar seu piquenique na área reservada com bancos, mesas e churrasqueiras, e tudo isso ao som dos habitués sábios e tico-ticos.

Rua Alcindo Bueno de Assis, 500, Tucuruvi

 

Parque Villa-Lobos

O Parque Villa-Lobos deve ser o segundo mais queridinho dos paulistanos depois do “Ibira”. Lá se encontra ciclofaixa, pistas de caminhada e corrida bem organizadas, orquidário, biblioteca, cursos e oficinas, anfiteatro, trilhas no Caminho das Árvores e vários outros atrativos. A área é ótima para passear com a família, andar de bicicleta, praticar esportes ou fazer um piquenique. Avenida Professor Fonseca Rodrigues, 2001, Alto de Pinheiros

 

Parque Burle Marx

A área de 138 mil m², que foi tombado Patrimônio Histórico – Condephaat, também conta com edificações valiosas para a história e arquitetura, como a “Casa de Taipa e Pilão”, datada do século XIX e utilizado pelo denominado “Ciclo Bandeirista”. É um parque para lazer contemplativo, para deitar na grama, ler, descansar à sombra de uma árvore, apreciar as cerca de 89 espécies de mata atlântica, as crianças brincarem e fazer piqueniques.

O Parque Burle Marx conta com uma área exclusiva para piqueniques mas tem algumas restrições, como permanência máxima de 2 horas e não pode ter decorações.

Av. Dona Helena Pereira de Moraes, 200, Panamby, tel.: (11) 3746-7631

 

Parque do Carmo – Olavo Egydio Setubal

Muito conhecido pelo Festival das Cerejeiras, esse parque possui o segundo maior bosque de cerejeiras fora do Japão, a árvore símbolo do país. Visitá-lo no período (final de julho até metade de agosto) do florescer das cerejeiras, definitivamente, fará seu piquenique muito mais bonito e florido. Quem gosta de andar de skate pode fazer uso da pista especialmente criada para quem quer fazer manobras radicais. O parque tem churrasqueiras espalhadas em diversos pontos, quiosques, um lago e diversas espécies de animais.

É muito comum durante a caminhada ou corrida na pista que circunda o lago ver os esquilos atravessando de um lado para outro. A pelada do final de semana também está garantida. O parque tem campo de futebol. As crianças também não ficam de fora. São três áreas com playground, além do museu de ecologia e um anfiteatro ao ar livre. Organize seu piquenique nos quiosques disponíveis ou sob as quaresmeiras e ipês

Av. Afonso de Sampaio Souza, 951, Itaquera

 

Horto Florestal – Parque Estadual Alberto Löfgren

 

O parque possui infraestrutura completa para todos os interesses: parque infantil, palco para eventos, área do piquenique, quadra poliesportiva e campo de futebol. Regularmente realiza eventos para educação ambiental, como teatro de fantoches e oficinas. Como trata-se de um local de forte representação e preservação do meio-ambiente algumas regras são bem importantes.

Rua do Horto, 931, zona norte da capital.