Governo de SP abre 6 mil vagas para policiamento de áreas de preservação

ASSINATURA DE AUTORIZO PARA A REALIZAÇÃO DA DEJEM - DIÁRIA ESPECIAL POR JORNADA EXTRAORDINÁRIA DE TRABALHO POLICIAL MILITAR, PARA A POLÍCIA AMBIENTAL; E ASSINATURA DE CONVÊNIOS DA SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA. Data: 14/08/2017. Local: São Paulo/SP. Foto: Gilberto Marques/A2img

São Paulo terá 6 mil vagas mensais para o policiamento e proteção de 50 Unidades de Conservação (estações ecológicas) do Estado. O programa chamado Dejem, Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial, permite que o policial cumpra 8 horas contínuas de trabalho, fora da jornada normal.

Desta forma, ele tem a possibilidade de ganhar uma renda extra no final do mês. Cada profissional pode realizar, no máximo. 10 diárias do programa por mês. O investimento do Estado será de R$ 14,8 milhões por ano.

“É um ganha-ganha. Ganha a população com maior presença policial no Estado de São Paulo, e ganha o meio ambiente. Esse policiamento é da polícia ambiental, que tem uma enorme expertise na questão da proteção do meio ambiente, e ganha o policial porque ele também tem uma renda maior, podendo fazer mais diárias”, afirmou o governador Geraldo Alckmin durante o evento de anúncio da ação.

O objetivo do patrulhamento será garantir a defesa do patrimônio natural e o bom uso dos espaços a partir da prevenção e repressão de infrações às leis ambientais. A medida ajuda, portanto, a garantir a conservação dessas áreas, que proporcionam atividades de contato com a natureza, estudos científicos e educação ambiental.

 

Investimentos serão de R$ 14,8 mi e 200 vagas por dia

 

Serão distribuídas 200 vagas por dia (15 para PMs oficiais e 185 para praças). Os policiais integrantes da medida podem ser de fora do Comando de Policiamento Ambiental (CPAmb), desde que estejam acompanhados por um PM ambiental especializado.

Os oficiais receberão R$ 240,67 por diária, e os praças, R$ 200,56, o que pode representar um investimento de até R$ 40,7 mil por dia, ou R$ 14,8 milhões por ano, visto a quantidade de vagas e o limite permitido para cada PM. O recurso virá da Câmara de Compensação Ambiental, órgão vinculado à Secretaria do Meio Ambiente.

As 200 vagas diárias serão distribuídas, conforme planejamento, para 50 Unidades de Conservação espalhadas por 100 municípios de todo o estado, entre elas, os parques estaduais Cantareira, Caverna do Diabo, Ilhabela, Campos do Jordão, Juquery e Serra do Mar.