Corinthians perde para o Botafogo no Rio e continua ameaçado pelo rebaixamento

 

 

O Corinthians mais uma vez teve uma atuação ruim fora de casa, perdeu para o Botafogo por 1 a 0 neste domingo, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, e continua próximo da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, após 32 rodadas. Foi o oitavo jogo seguido do time sem vitória longe de seus domínios, com seis derrotas e dois empates. O último triunfo na casa do adversário foi em 29 de julho, na goleada por 4 a 1 sobre o Vasco, em Brasília.

Com um futebol apático, de pouca criatividade no setor ofensivo, o time do técnico Jair Ventura se manteve em 11.º lugar com 39 pontos, a cinco de distância da degola. A equipe carioca foi a 38 e agora está em 13.°, um pouco mais aliviado desta situação incômoda.

Corinthians e Botafogo agora têm a semana livre para se preparar para os clássicos estaduais da 33.ª rodada, ambos no sábado. O time paulista receberá o São Paulo na Arena Corinthians, na capital paulista, às 17 horas, enquanto que os cariocas vão encarar o Flamengo novamente no estádio do Engenhão, às 19h.

As equipes demonstraram que não à toa estão na parte de baixo da tabela de classificação. Talvez por causa do mau momento, os dois times priorizaram antes de qualquer coisa a marcação. O Botafogo se arriscou um pouco mais e saiu na frente do marcador. Após cobrança de escanteio, aos 27 minutos, Ralf tentou afastar o perigo, mas mandou contra a própria meta.

O Corinthians, como de costume, tinha dificuldade para chegar ao ataque. O chileno Ángelo Araos passou a etapa inicial escondido. Os volantes Ralf e Gabriel tentavam fazer a ligação direta para os atacantes, mas o Botafogo apertava a marcação e afastava o perigo.

O Botafogo passou a assustar nos contra-ataques e Rodrigo Lindoso, de cabeça, acertou a trave de Cássio. O Corinthians respondeu e quase empatou no último lance. Léo Santos desviou à queima-roupa e o goleiro paraguaio Gatito Fernández, em seu primeiro jogo após se recuperar de uma lesão no punho esquerdo que o deixou de fora por seis meses, fez milagre para garantir a vitória dos anfitriões.

 

Foto: Dhavid Normando AE