Médicos cubanos começam a se desligar nesta terça, diz Conasems

Profissionais cubanos começam a se desligar nesta terça-feira, 20, do programa Mais Médicos. O presidente do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems), Mauro Junqueira, informou à reportagem que em várias cidades do país profissionais comunicaram que trabalham apenas até o fim do dia, encerrando a colaboração. A decisão teria partido do governo cubano.

“A informação é de que eles necessitam um tempo para tomar todas as providências necessárias para voltar a Cuba”, disse Junqueira

A reportagem procurou a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), mas a informação ainda não foi confirmada. A OPAS atuava, ao lado do governos brasileiro e cubano no Mais Médicos. O acordo de cooperação foi rompido semana passada por Cuba, numa reação às declarações feitas pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, ao programa.

 

 

Foto: Valter Campanato ABr