Seis pessoas morrem em queda de helicóptero em Campos do Jordão

Seis pessoas morreram na queda de um helicóptero na manhã deste sábado, 24, em Campos do Jordão, na Serra da Mantiqueira. A aeronave transportava uma acionista, acompanhada do marido, e dois funcionários do Laboratório Cristália, do ramo farmacêutico. Também estavam a bordo dois pilotos. Não houve sobreviventes. “O Laboratório Cristália lamenta profundamente a perda irreparável que este acidente causou”, escreveu a empresa por meio de nota.

Neste domingo (25), até a conclusão desta edição, ao menos três corpos haviam sido resgatados.

Segundo o Laboratório Cristália, a aeronave decolou por volta das 10h, saindo de Itapira, com destino a Campos do Jordão, a cerca de 200 quilômetros de distância. Estavam a bordo Kátia Stevanatto Sampaio, acionista e vice-presidente do Conselho do Cristália, e o marido, Paulo Sampaio, a arquiteta Leticia Telles e o profissional de marcenaria Ronoel Sholl, além dos pilotos Antonio Landi Neto e Juliano Martins Perizato

O desaparecimento do helicóptero, fabricado pela Agusta, foi percebido por um Centro de Coordenação de Salvamento da Força Aérea Brasileira (FAB) de Curitiba por volta das 11h. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a região enfrentou chuva, vento e neblina durante quase todo o sábado. Em decorrência do mau tempo, as equipes de resgate conseguiram encontrar a aeronave apenas por volta das 18h, quando foi identificada por um sinal de rádio.