Protesto em SP tem tumulto entre grupos pró e contra Lula

Um grupo de manifestantes contrários à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou em conflito com apoiadores da Operação Lava Jato e do presidente Jair Bolsonaro, ontem à tarde, na Avenida Paulista, em São Paulo Os atos ocorreram na data em que a prisão do ex-presidente – condenado na Lava Jato pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro – completou um ano. 

A Polícia Militar foi chamada e teve de separar os manifestantes mais exaltados. Não há registro de feridos no enfrentamento, que aconteceu na altura do Museu de Arte de São Paulo (Masp). Os atos na Paulista reuniram ainda grupo que protestou contra o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

O PT também promoveu um protesto em frente à superintendência da Polícia Federal de Curitiba (PR), onde Lula está preso. A presidente do partido, deputada federal Gleisi Hoffmann, leu uma carta do ex-presidente em que ele afirma ter sido preso sem provas e que foi impedido de ser candidato à Presidência nas eleições de outubro passado.

Foto: ANDREA FELIZOLLA