Doria anuncia aumento de efetivo para combater incêndio em São João da Boa Vista

Após seis dias de incêndio que atinge uma área de mata nos municípios de Águas da Prata e São João da Boa Vista, o governador do estado de São Paulo, João Doria, viajou até o local para avaliar de perto os pontos em chamas e acompanhar o trabalho de contenção. No local, foi anunciada a intensificação do combate às queimadas: a força-tarefa contará com cem bombeiros e cinco aeronaves.

“Até hoje, nós temos aqui 50 policiais militares bombeiros e a partir de amanhã (sexta-feira, 11) nós vamos dobrar. Teremos cem bombeiros atuando, com objetivo de cessar completamente os focos de incêndio. Também autorizei mais sete viaturas e mais um helicóptero Águia a partir de amanhã”, disse o governador. A intenção é que nesta sexta-feira, com o esforço redobrado, o incêndio seja completamente eliminado.

O incêndio atinge áreas de mata nos municípios de São João da Boa Vista, Vargem Grande do Sul e Águas da Prata. Além dos cem homens do Corpo de Bombeiros, a força-tarefa conta com participação dos membros da Defesa Civil do Estado, da Polícia Ambiental, Fundação Florestal, Instituto Florestal, ICMBio, Defesa Civil dos municípios e funcionários das prefeituras, além de dezenas de brigadistas e voluntários. No total, são cerca de 250 pessoas envolvidas e 25 viaturas atuando na ocorrência a partir de amanhã, 11.

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros instalaram uma base operacional no aeroporto de São João da Boa Vista para intensificar o trabalho aéreo, de acordo com informações divulgadas pelo governo. Durante toda a semana, quatro aeronaves realizaram ações de combate ao incêndio, sendo dois helicópteros Águia e dois aviões agrícolas disponibilizados pela iniciativa privada. Com o anúncio feito nesta quinta-feira pelo governo, serão cinco aeronaves operando na ação.

O governador também anunciou o repasse de equipamentos destinados aos bombeiros que atuam na região, totalizando 80 abafadores, 60 bombas costais, 50 pares de luvas, 50 óculos de proteção, 25 facões, 20 cantis e 20 enxadões. A população pode comunicar ocorrência de queimadas pelos telefones 193 do Corpo de Bombeiros e 199 da Defesa Civil dos municípios.