Governo de SP anuncia chegada de 1 milhão de doses da vacina do Butantan na terça-feira

O Governador João Doria anunciou neste sábado (26) que São Paulo vai receber uma carga com 1 milhão de doses prontas da vacina do Butantan na próxima terça-feira (29). A remessa com imunizantes para entrega ao PNI (Plano Nacional de Imunizações) vai desembarcar no Aeroporto de Guarulhos, na Grande São Paulo, às 19h55.

“Na próxima terça-feira, dia 29, vamos receber 1 milhão de doses prontas da vacina do Butantan. Estamos na luta para vacinarmos todos o mais rápido possível”, afirmou Doria.

A chegada das vacinas prontas é resultado de um encontro entre representantes do Governo de São Paulo, Instituto Butantan e a biofarmacêutica chinesa Sinovac. No último dia 22, o Governador Doria se reuniu no Palácio dos Bandeirantes com o Secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn, o Diretor do Butantan, Dimas Covas, e o Vice-Presidente Mundial da Sinovac, Weining Meng.

Durante a reunião, Doria solicitou à parceira internacional do Butantan no desenvolvimento do imunizante o envio de vacinas contra a COVID-19 prontas para uso, ao mesmo tempo em que faz as remessas do IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) para produção de doses na fábrica do Butantan. O pedido foi prontamente atendido por Meng.

“Vamos dar apoio total ao Butantan e também ao Estado de São Paulo. O que o Governador precisar, a gente vai dar todo o suporte”, afirmou Meng em resposta a Doria. A chegada de vacinas prontas dá mais agilidade à campanha de vacinação não apenas em São Paulo, mas em todo o Brasil.

Isso porque a produção em São Paulo envolve processos de envase, rotulagem, embalagem e um rigoroso controle de qualidade antes do fornecimento das vacinas ao Ministério da Saúde. O prazo entre a chegada de IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) e a entrega das vacinas produzidas no Butantan gira em torno de 15 a 20 dias.

O Governo de São Paulo e o Butantan dão sequência às tratativas com a Sinovac para que mais doses prontas para aplicação cheguem ao país nas próximas semanas. A meta estadual é que toda a população adulta dos 645 municípios paulistas esteja vacinada com ao menos uma dose de imunizantes contra o coronavírus até o dia 15 de setembro.