Mais de 80% dos motoristas de app já foram vacinados contra a covid, diz pesquisa

Uma pesquisa inédita realizada pela 99 revela que 80% dos motoristas e 70% dos passageiros de transportes por aplicativo declaram já terem se vacinado contra a covid-19. Apesar disso, a maioria deles continua preocupado em se proteger contra o risco de contágio do vírus.

Para orientar as pessoas sobre a importância de continuar se protegendo, a plataforma está promovendo o Guia da Comunidade 99 , que dá dicas práticas de como combater a doença nas corridas. Entre os destaques estão lembretes sobre necessidade do uso de máscara e álcool em gel, os itens protetivos considerados mais importantes mesmo com o avanço da vacinação. Entre os itens protetivos que deixam as pessoas mais seguras em viagens de app, 87,5% dos passageiros mencionaram o uso de máscaras e 71% a presença de álcool em gel nos carros. Entre os motoristas, foram 93,7% e 89%, respectivamente.

Guia da Comunidade 99 possui um capítulo totalmente dedicado com orientações de combate à Covid-19, feito em parceria com a Consultoria do Hospital Sírio-Libanês.

De acordo com a pesquisa da empresa, a maioria das pessoas considera que campanhas de conscientização, como o Guia da Comunidade 99, são o principal fator de estímulo para o combate ao vírus (71,4%). Na sequência vêm monitoramento (45,1%) e aplicação de multas em quem desrespeitar as normas (32,1%).

O levantamento revela ainda que veículos por aplicativo estão entre os meios de transporte mais seguros contra a pandemia, com 44,6% das respostas. Carro próprio (48,2%) e andar a pé (39,3%) também foram destaques. Apesar da vacina, boa parte das pessoas permanecem tão preocupadas quanto antes em relação ao contágio – 42% dos passageiros e 45% dos motoristas. A pesquisa foi feita pela 99 com 629 usuários de plataformas de transporte por app entre 26 de julho e 6 de agosto.

99 oferece até R? 1 milhão mensais em reembolsos para máscaras e álcool.

Para oferecer segurança para quem precisa continuar se locomovendo e receber os seus produtos com segurança, a 99 criou o Programa de Reembolso de Itens Protetivos com um fundo de até R? 1 milhão por mês, para reembolsar motoristas parceiros ativos, na plataforma, em até R?40 pela compra de máscara e álcool em gel.

“Desde o início da pandemia, os motoristas estão desempenhando um papel importante e, para 99, proteger nossos usuários é prioridade. Mesmo com a vacinação, é preciso manter as medidas protetivas apoiando os condutores para que eles protejam a si mesmo e aos passageiros”, afirma Tatiana Scatena, Diretora de Segurança da 99.

Além disso, a 99 também disponibilizou R? 4 milhões para o transporte de profissionais de saúde e materiais que apoiam os planos de vacinação nos municípios e R? 3 milhões para o Instituto Butatan, em São Paulo, e para a FioCruz, no Rio de Janeiro. Com essa iniciativa, já foram disponibilizados mais de 137 mil corridas, em 52 cidades, apoiando prefeituras, atendendo profissionais de saúde e auxiliando idosos que precisam se locomover com segurança para receberem a vacina.

Serviço: como solicitar o reembolso

Para solicitar o reembolso, o motorista deve encaminhar a foto da nota fiscal da compra (válida até 15 dias após a emissão), contendo nome completo do solicitante escrito à caneta, de forma legível e nítida, e fazer a solicitação no próprio aplicativo da 99, acessando o menu Central de Ajuda > Covid-19 > Reembolso de Itens Protetivos.

O condutor deve estar com o cadastro ativo e ter realizado, no mínimo, uma corrida nos últimos 30 dias anteriores à data da solicitação. O prazo para análise das informações é de 5 dias úteis e, após a aprovação, o pagamento é realizado em até 2 dias úteis, exclusivamente pela carteira digital da 99. O reembolso pode ser solicitado uma vez a cada 30 dias. Mais informações podem ser conferidas nos Termos e Condições do Programa em https://motoristas.99app.com/reembolso/ (disponível em versão mobile).

Sobre a pesquisa

A pesquisa da 99 foi realizada entre o final de julho e o início de agosto, com usuários (motoristas e passageiros) de aplicativo e de outros meios de transporte, em todo Brasil, com objetivo de compreender as mudanças no comportamento ocasionadas pela pandemia e o hábitos adotados para evitar a contaminação durante as corridas.