Disney+ poderá ultrapassar Netflix em assinaturas até 2025

O Disney+ poderá ultrapassar a Netflix em número de assinaturas em todo o mundo até 2025, segundo a pesquisa Digital TV Research, divulgada na sexta-feira, 1º de outubro. O estudo afirma que, em cinco anos, o Disney+ deve ganhar 140 milhões de assinantes, chegando a 284 milhões de assinaturas. Em agosto, o serviço da Disney registrou 116 milhões de assinantes globais.

O total superaria a Netflix, que ganharia 53 milhões de novas assinaturas até 2026, chegando a 271 milhões de assinantes. Hoje são 209 milhões. Ao todo, o montante de assinaturas de serviços de vídeo on demand em geral deve aumentar em 496 milhões, segundo a pesquisa, chegando a 1,64 bilhão. Juntas, Netflix e Disney representariam quase metade desse valor.

O crescimento do Disney+ deve ser alavancado pela Ásia. Em 2019, a Disney adquiriu a Hotstar, companhia indiana presente em 13 países do continente. Dos possíveis 284 milhões de assinantes do Disney+ em 2026, 121 milhões estariam na Ásia.

Na China, a pesquisa registra também o crescimento de um importante mercado de serviços locais, liderado pela Tencent, que teria 98,7 milhões de assinaturas. Porém, a subida do número de assinantes de serviços on demand deve ser menor no país.

“Devido à pressão do governo, a China está desacelerando”, afirma o analista da Digital TV Research, Simon Murray.

O país deve registrar 354 milhões de assinaturas até 2026, segundo o analista. Já os Estados Unidos devem seguir liderando o ranking, com 450 milhões de assinantes.

Além de Disney e Netflix, o Amazon Prime Video concentrará 243,4 milhões de assinantes até 2026 – em janeiro destes ano eram 150 milhões -, seguido pelo HBO Max, com 76,3 milhões e pelo Apple TV+, com 35,6 milhões.