Fiscalizômetro do Crea-SP registra números de fiscalização em todo estado de São Paulo

Para dar continuidade ao seu processo de transformação digital e garantir mais transparência aos dados, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo (Crea-SP) disponibiliza o Fiscalizômetro, página dedicada a contabilizar as ações de fiscalização realizadas anualmente. Com a novidade, a sociedade e os profissionais podem acompanhar os números do Conselho, que em 2021 registrou o maior índice de fiscalização da história, com mais de 223 mil ações até 12 de novembro.

Responsável pela fiscalização do exercício profissional, o Crea-SP apresenta a nova plataforma para destacar as principais especialidades fiscalizadas e um gráfico de evolução, que demonstra o crescimento da atuação fiscalizatória do Conselho.

“Reunimos as informações em uma seção do site do Crea-SP para que todos possam visualizar o alcance da fiscalização do Conselho, que através de um trabalho orientativo e preventivo, promove a segurança e a proteção de toda a sociedade. A área tecnológica é de caráter técnico e, por isso, as funções devem ser desempenhadas por profissionais devidamente habilitados pelo Conselho”, explica o presidente Eng. Vinicius Marchese.

A superintendente de Fiscalização do Crea-SP, Eng. Maria Edith dos Santos, ressalta que o crescimento dos números se deve à adoção do modelo das forças-tarefas, que ocorrem em períodos, regiões e atividades pré-determinadas, o que faz com que a fiscalização seja mais assertiva. Além disso, os agentes fiscais utilizam a tecnologia para otimizar os resultados, com pesquisas prévias antes de irem à campo.

Para Marchese, a estratégia se demonstrou acertada, uma vez que 2021 já registra os maiores números de fiscalização em 87 anos de história do Crea-SP: “Tínhamos como meta efetivar 200 mil ações até o final deste ano. Em outubro, já havíamos ultrapassado esse montante, superando uma marca que se tornou histórica. A fiscalização é a razão de existir do Conselho e a nossa missão é assegurar que haja um profissional registrado pelo Crea-SP à frente de todas as atividades técnicas desenvolvidas no Estado”, reforça o presidente.

De 2015 a novembro de 2021, as ações de fiscalização do Crea-SP tiveram um aumento superior a 600%, com a utilização das forças-tarefas e com apoio tecnológico ao trabalho dos agentes fiscais. Saímos do Estado que menos fiscalizava para a dianteira da fiscalização das atividades abrangidas pelas Engenharias, Agronomia e Geociências no país”, complementa a superintendente.

Até o momento, foram registradas mais de 115 mil ações de fiscalização na área da Engenharia Civil, cerca de 36 mil nas Engenharias Elétrica e Mecânica e Metalúrgica. Para os dados sobre todas as especialidades da área tecnológica e conferir o Fiscalizômetro do Crea-SP, acesse aqui.