Concessão de cemitérios e crematórios vai modernizar serviços funerários em São Paulo

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria de Governo Municipal (SGM), retomou hoje (22) a concessão de cemitérios, crematórios e serviços funerários no município de São Paulo. O edital, publicado na edição desta quarta-feira no Diário Oficial do Município prevê gestão, operação, manutenção, exploração, revitalização e expansão de 22 cemitérios e um crematório público, bem como a criação de três novos crematórios. Estima-se que a exploração objeto, com duração de 25 anos, gerará cerca de R$ 1,2 bilhão em benefícios econômicos para a cidade.

Todas as gratuidades já garantidas pelas leis municipais permanecerão após a concessão, tanto em relação a sepultamentos quanto a cremações. Além disso, o projeto também viabilizará investimentos na administração, revitalização das áreas dos cemitérios e crematórios existentes, de edifícios de apoio, pavimentação das pistas de circulação de veículos e pedestres, do mobiliário (bancos e bebedouros, por exemplo), nas salas de velório e nos sanitários.

O edital prevê, também, que o conjunto de equipamentos públicos será dividido em quatro blocos diferentes, com planejamento para estimular a eficiência na prestação dos serviços. Para explorar os cemitérios e crematórios, os interessados terão de pagar ao município valores iniciais que, juntos, somam aproximadamente R$ 540 milhões. Além dessa outorga fixa, serão recolhidos aos cofres municipais 4% das receitas auferidas pelos futuros concessionários. Ao todo, os valores estimados para os contratos somam mais de R$ 7 bilhões.

Blocos da Concessão

· Bloco 1 – Outorga fixa mínima de R$ 116.195.000,00

Consolação, Quarta Parada, Santana, Tremembé, Vila Formosa I e II e Vila Mariana;

· Bloco 2 – Outorga fixa mínima de R$ 170.239.000,00

Araçá, Dom Bosco, Santo Amaro, São Paulo e Vila Nova Cachoeirinha;

· Bloco 3 – Outorga fixa mínima de R$ 144.697.000,00

Campo Grande, Lageado, Lapa, Parelheiros e Saudade;

· Bloco 4 – Outorga fixa mínima de R$ 108.281.000,00

Freguesia do Ó, Itaquera, Penha, São Luiz, São Pedro e Vila Alpina (crematório).

Em relação ao edital anterior, foram incorporadas alterações para atender os apontamentos feitos pelo Tribunal de Contas do Município (TCM). 

Único jornal diário gratuito no metrô