Share
Para criar parque Augusta, prefeito vai oferecer terrenos a construtoras

Para criar parque Augusta, prefeito vai oferecer terrenos a construtoras

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), vai oferecer terrenos públicos para indenizar as construtoras Setin e Cyrela, donas do terreno do futuro parque Augusta, na região central da cidade. Desde a gestão Fernando Haddad (PT), as construtoras travam um embate com a administração municipal e com a Promotoria para construir um empreendimento imobiliário no local, que incluiria um parque aberto ao público.

Ativistas chegaram a ocupar a área para impedir a realização do projeto privado, e a gestão Haddad passou a negociar a compra do terreno. A decisão do tucano foi comunicada aos promotores na última segunda (17). “Concordamos em encontrar uma solução conjunta. O encontro com o Ministério Público foi muito positivo, mas não conclusivo. Nos próximos 30 dias deveremos ter um caminho que atenda ao interesse de todos”, disse Doria.

A prefeitura vai localizar terrenos públicos que tenham o mesmo valor da área do parque, que fica no espaço formado pela ruas Augusta, Caio Prado e Marquês de Paranaguá, na Consolação, e os oferecerá às empresas. Ao aceitar esses terrenos, as empresas cederão a área da região central para a prefeitura – que, segundo o secretário de Justiça, Anderson Pomini, vai procurar parceiros privados para fazer as obras de adaptação necessárias. Em troca, ficariam com a gestão do parque.

Deixe seu Comentário