Share
Suspeita de racha em SP tem mortos e dono de Mercedes com CNH vencida

Suspeita de racha em SP tem mortos e dono de Mercedes com CNH vencida

Um acidente durante um racha deixou duas mulheres mortas na terça-feira (9) à noite na rodovia dos Imigrantes, em São Bernardo do Campo (ABC), segundo a polícia. O motorista de um Mercedes foi detido -a Justiça decretou nesta quarta-feira (10) sua prisão.
O Mercedes disputava um racha com um Camaro, que fugiu, segundo a polícia.
O Mercedes bateu em um EcoSport que não participava da disputa, pouco antes das 21h, no km 29 da pista, no sentido capital da rodovia, de acordo com a polícia.
Segundo testemunhas, o administrador de empresas André Veloso Micheletti, 50, estava em alta velocidade com seu Mercedes CLS e atingiu a traseira do EcoSport, dirigido pelo comerciante André Jardim Gonçalves, 38.
No EcoSport, além de Gonçalves, havia a mulher dele, Juliana do Carmo Gamarra, 40, e os filhos Noah, 1, Murilo, 2, e Manuela, 3.
Também estavam no EcoSport Wesley Junior Gomes Bispo, 23, e Vitória Alves Furlanetto Gomes, 21, e o filho deles, Enzo, 1.
As crianças estavam no banco traseiro com as mães, sem cadeirinha ou cinto. Eles voltavam de uma viagem a Praia Grande (71 km de SP).
No Mercedes, além de Micheletti, estavam a mulher dele e um funcionário de sua empresa, que não se feriram.
Juliana e Vitória morreram. Seis pessoas ficaram feridas.
Gonçalves é a vítima em situação mais grave. Ele sofreu fratura em três vértebras da coluna cervical e corre o risco de ficar paraplégico. Nesta quarta, ele foi transferido para um hospital da rede Cristovão da Gama, após receber atendimento em São Bernardo do Campo.
Noah teve danos pulmonares e seguia internado no Hospital Mario Covas, em Santo André (ABC). Murilo fraturou o fêmur. Enzo teve sangramento no fígado e está no Hospital São Paulo.

TESTEMUNHA
O técnico em telecomunicações Thiago Ronaldo de Aguillar, 28 anos, viu o Mercedes passando pelo carro dele e, segundos depois, atingindo o EcoSport. “Passou pela faixa da direita como um foguete e ainda falei para o meu amigo “ele ainda vai matar alguém”. Em seguida, já vi a fumaça. O Mercedes bateu duas vezes no EcoSport, que foi parar a uns 200 metros do lugar da primeira batida”, disse Aguillar.
Segundo o técnico, a mulher de Micheletti disse ao marido: “Viu o que você fez?”. O acusado então teria dito “eu já estraguei a minha vida, você agora tem que ficar do meu lado”, aos gritos

CNH CASSADAS
Tanto o motorista do Mercedes quanto o do EcoSport estão com as carteiras de habilitação cassadas por excesso de multas desde 2016.
Segundo a perícia, o Mercedes estava em velocidade muito superior à do EcoSport.
Uma pessoa chegou a ligar para a PM e fornecer a placa do Camaro preto, de Caieiras (Grande SP), que disputava o racha, segundo a polícia.
A delegada Carolina Nascimento, do 3º DP de São Bernardo, acusa Micheletti de suspeita de homicídio com dolo eventual (assumiu o risco de matar), tentativa de homicídio e dirigir sem CNH.

OUTRO LADO
André Veloso Micheletti negou à Polícia Civil que estivesse participando de um racha no momento em que atingiu o EcoSport onde viajavam as duas famílias.
Micheletti disse que trafegava em velocidade permitida na rodovia e que o EcoSport, “repentinamente e sem sinalizar, adentrou na primeira faixa de rolamento e, como não houve tempo para frear ou desviar, houve o acidente”.
Durante o depoimento à polícia, o administrador de empresas esteve acompanhado de seu advogado.
O carro dele tinha notificação de venda, mas a polícia não soube informar se ele comprou ou vendeu o veículo recentemente. A reportagem não conseguiu entrar em contato com o advogado do suspeito nesta quarta.

(Folhapress)
Foto: Marcelo Gonçalves/Folhapress

Deixe seu Comentário