Share
Governo define gestor de fundo  para vender 267 imóveis em SP

Governo define gestor de fundo para vender 267 imóveis em SP

O consórcio formado pela corretora paulista Socopa, junto com a gestora de recursos TG Core, venceu o pregão desta terça-feira (30) e vai administrar e operar o fundo imobiliário criado pelo Estado de São Paulo para vender 267 dos seus 5.000 imóveis em estoque. A Socopa ficará responsável pelo FII (Fundo de Investimentos Imobiliário) por cinco anos, prazo que pode ser prorrogado.

“Depois de dois anos, o governo pode reavaliar o consórcio e nossa performance. Mas a Socopa tem um braço muito forte em administração de fundos, temos mais de R$ 30 bilhões sob administração. Estudamos o edital, percorremos os imóveis e estamos entrando para fazer o melhor trabalho possível”, disse Marcelo Varejão, diretor da Socopa.

“O Estado tem 30 mil imóveis, muitos deles acabam sendo vendidos, o custo de manutenção é muito alto e o governo não sabe operar no mercado imobiliário”, disse o governador Geraldo Alckmin (PSDB) logo após a definição do certame. O portfólio do fundo foi avaliado pelo governo inicialmente em R$ 972 milhões.

 

Nessa primeira oferta ao mercado, foram selecionados imóveis com documentação regularizada e que o governo considera que podem ser vendidos com mais facilidade. No estoque, há unidades comerciais, residenciais, terrenos, barracões, oficinas e ginásios. A maioria deles (188) está localizada na região metropolitana de São Paulo, mas há também opções em cidades do interior e propriedades rurais distribuídas por 57 municípios.

Deixe seu Comentário