Share
Tucano manobra para novamente tentar impedir divulgação de resultado pesquisa

Tucano manobra para novamente tentar impedir divulgação de resultado pesquisa

O ex-prefeito João Doria (PSDB) recorreu mais uma vez à Justiça para esconder a pesquisa do ESTAÇÃO em parceria com o Instituto GovNet/Opinião Pesquisa,  que seria divulgada nesta sexta-feira (13). Nela, o paulistano avalia o legado de 15 meses da gestão Doria na Prefeitura de São Paulo e o não cumprimento da promessa que fez de que terminaria o mandato como prefeito da cidade; o que ele, de fato, não cumpriu.

Os eleitores também avaliaram a renúncia de Doria, a forma como ele administrou a cidade e, também, a qualidade de vida na capital durante sua gestão.

Nesta quinta-feira (12), os advogados do ex-prefeito conseguiram no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) uma Tutela de Urgência, pedindo a impugnação do registro da pesquisa e sua divulgação, que foi concedida pelo juiz auxiliar da Propaganda Eleitoral, Afonso Celso da Silva. Na verdade, mais uma manobra do PSDB para protelar a divulgação do resultado.

A pesquisa, que tanto incomoda o PSDB e, pessoalmente o próprio Doria, foi realizada em abril e registrada sob os números SP-02976/2018 e BR-01554/2018. Sua publicação foi suspensa por força de liminar da Justiça Eleitoral em ação impetrada pelos advogados do PSDB.

Em maio, o Ministério Público Federal, em relatório assinado pelo procurador Regional Eleitoral, Luiz Carlos dos Santos Gonçalves, manifestou-se favorável à cassação da liminar informando que a pesquisa “apresentou metodologia compatível e cumpriu” o que determina a legislação eleitoral, observando ainda que a liminar é um ato de censura.

Durante a semana, o juiz auxiliar da Propaganda Eleitoral, Silmar Fernandes, julgou improcedente a representação de Doria e autorizou a divulgação da pesquisa, revogando a medida liminar.

Foto: SECOM/FOTOS PÚBLICAS

Deixe seu Comentário