Share
Vacinação contra sarampo e pólio ainda tem baixa cobertura no país

Vacinação contra sarampo e pólio ainda tem baixa cobertura no país

Depois de quase dez dias do início da campanha de vacinação, 84% das crianças ainda não foram vacinadas contra pólio e sarampo. O balanço preliminar do Ministério da Saúde mostra que, até esta terça-feira (14), foram aplicadas 3,6 milhões de doses das vacinas contra pólio e sarampo em crianças de todo o país.

O volume representa pouco mais de 16% do público-alvo da campanha de imunização contra as duas doenças. A expectativa do ministério é vacinar pelo menos 11 milhões de crianças de 1 a 5 anos incompletos até o dia 31 de agosto, data de encerramento da campanha, iniciada no dia 6 deste mês.

Até o momento, os estados que apresentam melhor cobertura vacinal para pólio e sarampo são Rondônia e São Paulo. Os que estão com índices mais baixos são Amazonas e Roraima, justamente os estados que sofreram com surto de sarampo nos últimos meses devido à importação de um vírus que circula na Venezuela e tem causado um surto no país vizinho desde o ano passado.

O Dia D da mobilização nacional será no próximo sábado (18). Segundo o Ministério da Saúde, 996 municípios ainda não enviaram dados sobre o andamento da primeira semana da campanha.

O Ministério da Saúde informou que, até esta terça-feira, foram confirmados 910 casos de sarampo no Amazonas, onde mais 5,6 mil ainda estão em investigação. Roraima confirmou 296 casos, sendo que 17 deles são residentes da Venezuela. Outros 101 casos estão sendo investigados no estado.

Seis pessoas morreram por sarampo nos dois estados este ano. Três das vítimas são estrangeiros. Casos de infecção pelo vírus do sarampo importados do país vizinho também foram identificados em São Paulo (11), Rio de Janeiro (14), Rio Grande do Sul (13), Rondônia (12) e Pará (2).

Foto: Carlos Bassan

Deixe seu Comentário