Share
Major Olímpio entrega carta de renúncia da presidência do PSL

Major Olímpio entrega carta de renúncia da presidência do PSL

O senador Major Olímpio entregou no final de semana a carta de renúncia do cargo de presidente do PSL, em São Paulo. Com a renúncia, que ainda não foi aceita pela Executiva Nacional, o parlamentar quer se dedicar 100% ao Senado e ao apoio à reforma da Previdência. Caso a renúncia seja aceita, o vice-presidente da sigla, Eduardo Bolsonaro, assumirá o partido em São Paulo.

“Se eu deixar a presidência estadual do PSL é para reforço do amigo e presidente Jair Bolsonaro para aprovar a reforma da Previdência, e deixo na missão da construção para as prévias municipais da Executiva Estadual meu primeiro suplente Giordano Alexandre”, afirmou Major Olímpio.

Em comunicado à imprensa no sábado (27), Major Olímpio explicou que “nenhuma executiva municipal foi desconstituída em virtude da minha renúncia, conforme tem sido divulgado falsamente, e menos ainda de que minha renúncia se deu por qualquer pressão externa, pressões que em nenhum momento sequer chegaram a fazer pensar na hipótese de renúncia. Esse grupo que tem espalhado essas falsas notícias, inclusive de que fui forçado a renunciar, já foi processado pelo próprio PSL e por outros parlamentares e serão novamente processados, mas agora por mim”.

Disse que vai “continuar honrando os mais de 9 milhões de votos que tive e desenvolver ainda melhor o mandato como Senador do Estado de São Paulo, apoiando o nosso presidente Bolsonaro”.

O empresário Giordano Alexandre disse que o PSL São Paulo nas mãos do Major Olímpio foi reestruturado e teve grandes vitórias. “O partido estava mais forte e, caso o nosso senador se afaste da presidência do PSL, ele estará deixando grandes nomes que darão continuidade ao projeto da sigla. Eu, particularmente, sempre serei um soldado do Major Olímpio no partido”, disse o primeiro suplente.

Foto:Valter Campanato ABr

Deixe seu Comentário