Miss achada morta pode ter cometido suicídio, diz polícia

A Polícia Civil de Gramado (RS) trabalha com a hipótese de suicídio como a principal linha de investigação para a morte de Fabiane Niclotti, 31, coroada Miss Brasil em 2004. Ela foi encontrada já sem vida na casa onde morava, no mesmo município, sem sinais de ferimento nem de que o imóvel tivesse sido arrombado, na noite de terça-feira (29)

“Nós trabalhamos com todas as possibilidades, até porque é início da investigação. Dependemos da perícia, para ver o que vai apontar. O que colhemos até o momento, em depoimentos no local, é que ela apresentava quadro depressivo e já havia tentado suicídio anteriormente”, afirma Gustavo Barcellos, delegado responsável pelo caso.

Segundo Barcellos, na casa foram encontrados diversos medicamentos controlados, inclusive antidepressivos. Familiares da ex-miss confirmaram que ela estava em tratamento contra depressão.

A polícia também descobriu que Fabiane teria comentado com uma amiga sobre a intenção de suicídio e que mencionou uma carta onde explicaria com quem queria deixar suas coisas e seu cachorro. Mas até o momento nada foi encontrado pela polícia.

Foto: José Patrício/Folhapress