Baile funk termina em confusão com PMs e 10 veículos danificados em SP

AGRESSÃO – Moradores acusaram os policiais militares de quebrarem com cassetetes os vidros de ao menos dez carros estacionados na rua; PM nega acusação e alega agressão

Um baile funk que ocorre na rua Ministro Lins de Barros, no Jardim Santa Cruz, zona norte de São Paulo, terminou em confronto dos frequentadores com policiais militares e ao menos dez carros danificados, na noite de deste domingo (10). Não há informações de feridos. Por volta das 22h, os policiais militares foram acionados por moradores da região para reprimir a festa na rua, que ocorre de sexta-feira a domingo. Segundo moradores, as festas a céu aberto começam por volta das 16h e invadem as madrugadas.

Um vidraceiro, que pediu para não ser identificado, disse que há quatro meses os moradores da região acionam a PM todos os finais de semana para dispersar a multidão. Cerca de 3.000 pessoas costumam participar do baile funk, de acordo com a PM.

Neste domingo, os moradores acusaram os policiais militares de quebrarem com cassetetes os vidros de ao menos dez carros estacionados na rua. Um morador disse à reportagem que a mãe pediu para os militares não quebrarem o vidro da sua Saveiro. Segundo ele, os policiais quebraram o vidro da frente e o lateral do veículo.

Um pizzaiolo falou que estacionou o carro como de costume em frente ao estabelecimento comercial. Quando viu a confusão entre os frequentadores do baile e a PM ele fechou a porta da pizzaria. Testemunhas disseram para ele que os policiais quebraram o para-brisa e o vidro lateral do seu Meriva.

Os PMs alegaram que na noite deste domingo os frequentadores do baile jogaram garrafas. Para dispersar a multidão, os militares utilizaram bombas de efeito moral, mas negaram ter quebrado os vidros dos carros. Segundo a PM, de quinta a domingo ocorrem ao menos quatro bailes nas ruas da região com vários carros parados com som alto tocando funk.

Em algumas das tentativas de reprimir as festas, um PM falou que teve a mão quebrada e um colega foi levado ao hospital com traumatismo craniano. Na madrugada desta segunda (11), alguns moradores que tiveram os carros danificados compareceram ao 72º DP (Vila Penteado) para registrar boletim de ocorrência.