Pré-candidato à Prefeitura de Ribeirão Preto é preso pela PF em convenção

O pré-candidato à Prefeitura de Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo) Fernando Chiarelli (PT do B) foi preso na manhã desta terça-feira (2) antes do início da convenção de seu partido. Ex-vereador e ex-deputado federal, Chiarelli foi detido pela PF (Polícia Federal) por ter sido condenado por crime eleitoral na eleição de 2012, quando já havia tentado ser prefeito de Ribeirão Preto. A pena é de um ano e oito meses, no regime semiaberto.

Segundo a decisão da Justiça Eleitoral, na última eleição municipal Chiarelli ofendeu a então candidata Dárcy Vera (PSD), que foi reeleita, ao chama-la de “desonesta” durante o horário eleitoral gratuito.

Ele foi detido ainda do lado externo da Câmara de Ribeirão, onde ocorreu a convenção de seu partido. Em frente ao prédio, disse à imprensa que é inocente, que já sabia da expedição do mandado de prisão e que sua defesa recorrerá da decisão judicial.

Em abril, o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) já havia negado recurso de Chiarelli. “Acabo de ser preso por ter feito uma simples manifestação de que a desonestidade impera nesta cidade”, disse ele, que afirmou que a candidatura será mantida. Depois, entrou num carro da PF e foi levado para passar por exames, antes de ser encaminhado a uma prisão.

O diretório estadual do PT do B informou na tarde desta terça-feira que Chiarelli continuará como candidato do partido, situação que só será modificada caso fique provado que ele é culpado.