Atriz Elke Maravilha morre no Rio aos 71 anos após cirurgia de úlcera

Maravilha morreu na madrugada desta terça-feira (16) aos 71 anos. A atriz estava internada havia quase dois meses na Casa de Saúde Pinheiro Machado, no bairro de Laranjeiras, Rio de Janeiro, após uma cirurgia para tratar uma úlcera. Bastante abalado, o irmão da atriz, Frederico Grunnupp, confirmou a informação. “Elke teve complicações após a operação e também tinha diabetes. Ela não estava mais respondendo aos remédios”, explicou ele.

Nascida na Rússia, a modelo e atriz Elke Georgievna Grunnupp, mais conhecida como Elke Maravilha, alcançou fama ao participar como jurada de programas de calouros de Chacrinha e Silvio Santos. Tornou-se amiga de Zuzu Angel, antes de ser lançada na TV, após conhecê-la em 1970 no salão do cabeleireiro Jambert. A história da estilista foi contada nos cinemas em 2006. No longa, Elke foi interpretada pela atriz Luana Piovani e fez uma participação especial.

Ela, que se considerava anarquista, enfrentou a tortura da ditadura e chegou a ficar presa por seis dias. Conseguiu ser libertada por intermédio de Zuzu, que enviou um delegado para tirá-la da prisão.

A ex-modelo, que estava fora da TV, fez uma participação na temporada do programa do Gugu, na Record, neste ano. No palco, reencontrou o irmão Valdemar que não tinha contato havia quase 20 anos.