Temer pressiona Senado a antecipar fase final do julgamento para dia 29

Único jornal diário gratuito no metrô

Com receio de ter sua primeira viagem internacional prejudicada pelo calendário do impeachment, o presidente interino, Michel Temer, mobilizou a base aliada para tentar antecipar a fase final do julgamento para o dia 29 de agosto.

Nesta quarta-feira (17), o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, esteve no Senado para fechar um cronograma. Pelo acordo, a expectativa é a de que a votação final aconteça na madrugada de 31 de agosto.

Para acelerar o calendário, a base aliada pretende pressionar o presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL), a realizar sessões parlamentares também no final de semana, alternativa que tem sido rechaçada pelo presidente da Suprema Corte para evitar a acusação de que o processo foi “atropelado”.

A ideia inicial era que o peemedebista viajasse para a China no dia 31 de agosto, possibilitando um encontro com o presidente chinês, Xi Jinping, em 2 de setembro, já que o deslocamento para o país oriental dura cerca de dois dias.