Marta aposta que Haddad perderá a disputa por São Paulo ainda no primeiro turno

PAULA REVERBEL
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A senadora Marta Suplicy (PMDB), que disputa a Prefeitura de São Paulo, excluiu nesta quinta-feira (8) o prefeito e candidato à reeleição Fernando Haddad (PT) do rol de “candidaturas fortes” que têm chances de ir ao segundo turno.
“Acho que temos três candidaturas fortes que é o Russomanno, eu e o Doria. Está uma disputa acirrada, acho que o panorama é esse”, disse.
A parlamentar havia sido perguntada sobre acirramento da disputa entre ela e o tucano João Doria (PSDB) por uma vaga na próxima etapa do pleito junto com Celso Russomanno (PRB).
“Primeiro, nem acho que está garantido quem vai. Você dá como certo que quem vai é o Russomanno, eu não dou isso como certo, acho que está em aberto”, afirmou.
Em julho, antes o ínício da campanha, o candidato do PRB tinha 25% das intenções de voto segundo o Datafolha. Marta estava em segundo lugar com 16%, Luiza Erundina (PSOL) estava em terceiro com 10% e Haddad (PT) aparecia com 8%, em empate técnico com o tucano João Doria, que tem 6%.
Já pesquisa Ibope de agosto mostrou Russomanno com 33%, Marta com 17% e Haddad, Erundina e Doria empatados em terceiro lugar com 9%.
As campanhas trabalham desde antes do início do horário eleitoral com a expectativa de que Doria irá crescer na disputa devido ao tempo de televisão de que dispõe.
Marta esteve nesta quinta na região do Jaçanã, na zona Norte da cidade, onde conversou com moradores sobre regularização fundiária, cumprimentou comerciantes e visitou o córrego Tremembé, que fica ao lado do CEU Jaçanã.