Engavetamento interdita trecho sul do Rodoanel e deixa 1 morto e 3 feridos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Um engavetamento envolvendo quatro caminhões e três carros na manhã desta sexta-feira (9) interdita o trecho sul do Rodoanel, na região de São Bernardo do Campo (Grande São Paulo). Uma pessoa morreu e três ficaram feridas, segundo a SPMAR, concessionária que administra o trecho.
O acidente aconteceu no Rodoanel Mário Covas em cima da ponte que passa sobre a represa Billings, na altura do km 68 da via, por volta das 6h50, sentido Rodovia Presidente Dutra e sistema Anchieta-Imigrantes. Com a batida, um dos caminhões, que transportava combustível, explodiu. As chamas chegaram a atingir a parte inferior da ponte.
O motorista do caminhão-tanque não resistiu e morreu no local. As demais vítimas foram atendidas pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Uma delas, que teve ferimentos mais graves, foi encaminhada para o pronto-socorro de Embu.
Um outro caminhão, que transportava produtos químicos, teve parte de sua carga espalhada na pista. Equipes da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) estão no local para avaliar o tipo de material e o impacto.
A Cetesb orientou a concessionária SPMar a fechar os registros de uma caixa de contenção existente embaixo da ponte, construída especialmente para evitar que substâncias ou produtos químicos sejam derramados na represa Billings em caso de acidentes rodoviários.
A Polícia Rodoviária Estadual informou que os dois sentidos do Rodoanel foram interditados para que o Corpo de Bombeiros pudesse controlar o incêndio. Por volta das 8h, as chamas haviam sido controladas e o tráfego da via, sentido Régis Bittencourt, havia sido liberado. Às 10h, segundo a concessionária, os motoristas não enfrentavam mais lentidão. Mais cedo, a retenção chegou a quase 10 km.
Já no sentido do litoral paulista, a pista externa do Rodoanel continua interditada para que equipes possam fazer a limpeza da pista e a retirada dos veículos. Às 10h, a SPMAR registrava 12 km de congestionamento, que se estendia do km 67 ao km 55, no sentido litoral paulista. A concessionária informou ainda que foi montado um desvio na altura do km 58 da rodovia para que os motoristas possam retornar para o outro lado.
Equipes de perícia estão no local para avaliar se o incêndio abalou a estrutura da ponte. Ainda não há previsão de quando a pista será liberada. As causas do acidente ainda serão apuradas.