Ação em São Paulo alerta para perigo da trombose

SÃO PAULO,SP,13.10.2016:DIA-MUNDIAL-TROMBOSE - Em razão do Dia Mundial da Trombose, o laboratório Bayer em parceria com o ISTH (International Society on Thrombosis and Haemostasis), SBAVC (Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular), Grupo CLAHT (Cooperativo Latino-Americano de Hemostasia e Trombose), SBC (Sociedade Brasileira de Cardiologia) e Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, realiza ação de conscientização sobre a doença, na Avenida Paulista, em São Paulo (SP), na manhã desta quinta-feira (13). . (Foto: J. Duran Machfee/Futura Press/Folhapress)

A Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) promoveu nesta quinta-feira (13), em parceria com um laboratório, uma ação no vão-livre do Museu de Arte de São paulo (Masp), na Avenida Paulista, para chamar a atenção e conscientizar as pessoas sobre a enfermidade. O ato marcou a passagem do Dia Mundial da Trombose.

Terceira doença cardiovascular mais comum no mundo, a trombose venosa é uma enfermidade grave, caracterizada por inchaço acompanhado de dor e queimação nas pernas, com mudança na cor da pele. Durante a ação no Masp, homens vestidos de trombo distribuíram para a população folhetos com informações sobre a doença.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular, a doença se dá a partir da formação de um coágulo, chamado de trombo, em uma ou mais veias do corpo. O coágulo pode causar bloqueio ou prejudicar o fluxo de sangue na região, o que leva ao aparecimento dos principais sintomas. Caso o coágulo se desprenda e circule pela corrente sanguínea, pode chegar ao pulmão, processo conhecido como embolia pulmonar. A doença pode ainda causar um acidente vascular cerebral (AVC).

Único jornal diário gratuito no metrô