Petrobras negocia venda de usinas da Guarani com francesa Tereos

A Petrobras informou nesta sexta-feira (21) que iniciou negociações com a francesa Tereos para a venda de sua participação na Guarani, produtora de açúcar e álcool.
A estatal tem 45,9% da empresa, enquanto a Tereos é dona do restante. A operação, que está sendo coordenada pelo Itaú BBA, faz parte do plano de desinvestimentos da Petrobras.
A Guarani tem sete usinas em São Paulo. Em 2015, processou 20 milhões de toneladas de cana, produzindo 1,4 milhão de toneladas de açúcar e 700 milhões de litros de etanol, de acordo com relatório da Tereos.
A Petrobras entrou no negócio em 2010, em acordo para adquirir participação na empresa por R$ 1,6 bilhão, em valores correntes na época.
O objetivo era buscar a liderança também no segmento de produção de etanol no país. No novo planejamento estratégico divulgado em setembro, a Petrobras anunciou que deixará o setor de biocombustíveis.
Na nota divulgada ao mercado nesta sexta, a estatal frisou que “ainda não há qualquer acordo firmado que confira certeza quanto à conclusão da transação”.
Desde 2015, a estatal vendeu quase US$ 10 bilhões em ativos, incluindo operações na Argentina e no Chile, gasodutos, participações em distribuidoras de gás, uma refinaria no Japão e o campo de Carcará, no pré-sal.
A meta da empresa é vender US$ 34,6 bilhões até o final de 2018, com o objetivo de reduzir seu elevado endividamento.

NICOLA PAMPLONA
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS)