Número de roubos cresce pelo 8º mês consecutivo no Estado de SP

SÃO PAULO, SP, 25.10.2016: ROUBO-SP - Uma tentativa de roubo a caixa eletrônico frustrada acabou em troca de tiros entre policiais militares e bandidos armados de fuzil, na rua Barão de Tefé, atrás do Shopping West Plaza, na zona oeste de São Paulo no final da madrugada desta terça-feira (25). Ninguém foi preso e um policial ficou ferido por estilhaços. (Foto: Chello/FramePhoto/Folhapress)

ECONOMIA – O secretário de Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, disse que o aumento nos roubos se deve à crise econômica; número de prisão também cresceu

O número de roubos cresceu 10% no mês de setembro em São Paulo, o oitavo mês consecutivo de alta no Estado, segundo dados divulgados pelo governo paulista na tarde desta terça-feira (25). Foram de 25.119, no ano passado, para 27.631 em setembro deste ano. Os roubos também crescem na capital. Passaram de 12.489 para 14.025, acréscimo de 12,3%.

Já os roubos de carga tiveram um salto ainda maior, de 38,71%. Foram de 651 para 903 casos, lembrando que agosto houve recorde histórico de 917 casos. No acumulado do ano, são 7.027 roubos desse tipo.

O secretário de Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, disse que o aumento nos roubos se deve à crise econômica. “Mas isso não é algo regionalizado. Todas às unidades da federação estão passando por isso”, afirmou.

Barbosa Filho recuou sobre os motivos do acréscimo no roubo de carga. No mês passado, também atribuiu à crise. Agora, disse que o conceito de roubo de carga é um conceito muito genérico. “É muito difícil estabelecer por que está havendo esse aumento”.

Os homicídios dolosos (intencionais) ficaram praticamente estáveis, com um pequena redução de 0,68%. Passaram de 295 vítimas de setembro do passado ano para 293 do mesmo período deste ano. De acordo com o secretário de Segurança Pública, a pequena queda reforça a tendência verificada no Estado.

Em todo o estado, as prisões aumentaram de 135.200 para 143.098 no acumulado de janeiro a setembro em todo o Estado. Acréscimo de aproximadamente 5%. Levando-se em conta apenas a capital paulista, um aumento maior: 11%. De 28.565 nos primeiros nove meses do ano passado para 31.584 em 2016.

Único jornal diário gratuito no metrô