Casos de abuso sexual no metrô e na CPTM crescem em São Paulo

SÃO PAULO,SP,17.10.2016:CENA-SP - Cena do dia. Movimentação intensa na Linha 2 Verde do Metrô, em São Paulo (SP), nesta segunda-feira (17). (Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Folhapress)

CAMPANHAS – O Metrô e a CPTM consideram o aumento do número de boletins de ocorrência de abuso sexual uma consequência das campanhas de conscientização das companhias

O número de casos de abuso sexual contra passageiras do metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) registrados pela Polícia Civil de São Paulo cresceu 29% entre janeiro e agosto deste ano na comparação com o mesmo período de 2015.

Em um ano, a quantidade de ocorrências saltou de 92 para 119. É o que aponta levantamento feito pelo site Fiquem Sabendo, com base em dados da Delpom (Delegacia de Polícia do Metropolitano) obtidos por meio da Lei de Acesso à Informação.

Os dados levam em conta os termos circunstanciados (documentos expedidos pela polícia ao registrar delitos leves) e os boletins de ocorrência com as três naturezas criminais mais tipificadas pela polícia em relação ao abuso sexual: importunação ofensiva ao pudor e os crimes de violação sexual mediante fraude (com pena prevista de dois a seis anos de prisão) e estupro (com pena estipulada de reclusão de até dez anos).

Entre janeiro e agosto de 2015 e o mesmo período deste ano, os casos de importunação ofensiva ao pudor cresceram 38% — de 84 para 116 ocorrências. Os registros de violação sexual mediante fraude oscilaram de dois para três casos no período. Já os de estupro caíram de seis para zero em um ano.

O Metrô e a CPTM consideram o aumento do número de boletins de ocorrência de abuso sexual uma consequência das campanhas de conscientização que estimularam as vítimas a denunciar os suspeitos. De acordo com o metrô, o índice de suspeitos detidos, quando denunciados, é de 87%.

A denúncia de um suspeito de abuso sexual no transporte público pode ser feita por meio de envio de mensagem de texto no celular. O número do SMS-Denúncia da CPTM é 97150.4949; o do metrô é 9 7333-2252.

Único jornal diário gratuito no metrô