Após a União pagar dívida, Haddad anuncia normalização do Leve Leite

static_qr_code_without_logo

O prefeito Fernando Haddad (PT) afirmou que o programa Leve Leite, que atende crianças das escolas municipais, será normalizado a partir de quinta-feira (10). Com falta de dinheiro em caixa, a prefeitura havia distribuído apenas um quarto da quantia normalmente recebida pelas famílias -a entrega normal é de quatro quilos de leite em pó por bimestre.

O dinheiro para o programa vem de débito do governo federal com a cidade, relativo a obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). O presidente Michel Temer (PMDB) acertou com Haddad a liberação de R$ 67 milhões neste mês e mais R$ 176 milhões até o fim do ano -faltam cerca de R$ 60 milhões, ainda sem prazo de pagamento.

As famílias que receberam apenas uma lata de leite receberão o retroativo a partir desta semana. Os maiores afetados eram O serviço em meio à queda de arrecadação para 2016, que terá cerca de R$ 5 bilhões a menos do que o previsto (R$ 54,5 bilhões), segundo estimativa da prefeitura. Por isso, Haddad proibiu novos gastos e remanejou, de acordo com a administração, R$ 832 milhões de outras áreas.