Suspeito de matar a sobrinha-neta de Sarney é preso preventivamente

static_qr_code_without_logo

Principal suspeito pela morte da sobrinha-neta do ex-presidente José Sarney Mariana Costa, 33, o empresário Lucas Porto teve a sua prisão preventiva decretada nesta segunda (14). A decisão foi tomada pela juíza Andrea Maia, que considerou que, por causa laço de parentesco com a vítima, havia risco de intimidação das testemunhas.

Porto era cunhado de Mariana Costa, casado com a irmã mais velha da vítima. Ele foi preso em flagrante nesta segunda-feira (14) e encaminhado para o centro de triagem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Em entrevista à imprensa, o secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jeferson Portela, afirmou que “todas as evidências indicam Lucas Porto como autor do crime”. Porto nega que tenha matado a cunhada. Segundo informações da polícia, a vítima foi encontrada no final da tarde de domingo (13) com sinais de asfixia. O laudo da perícia com a causa da morte ainda não foi concluído.

Mariana Costa era publicitária e filha do ex-deputado estadual Sarney Neto. Seu corpo foi enterrado na tarde desta segunda-feira no cemitério Parque da Saudade, na capital maranhense.