Executivos da Odebrecht devem assinar delação até quinta-feira

static_qr_code_without_logo

Os executivos da Odebrecht devem começar a assinar até esta quinta (24) os acordos de delações premiadas com a PGR (Procuradoria-Geral da República) e a força tarefa da Lava Jato, em Curitiba. Como o número de delatores é elevado, cerca de 80, a expectativa é que as assinaturas se estendam até sexta-feira (24), já que os funcionários do grupo precisam ir à Brasília para assinar a documentação.

Advogados da empreiteira e procuradores fecham os últimos detalhes nesta tarde na capital federal. O processo de assinatura pode ter início ainda nesta quarta ou a partir de quinta pela manhã, segundo envolvidos nas negociações.

Detido desde junho do ano passado, Marcelo Odebrecht, herdeiro e ex-presidente do grupo, firmou um acordo de pena de dez anos, sendo que cumprirá mais um em regime fechado, até o fim de 2017. O próximo passo é a homologação do acordo pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki. É a etapa necessária para que as colaborações sejam validadas. A expectativa de procuradores e da defesa da Odebrecht é que isso possa ocorrer ainda neste ano.