Fuvest é divisor de água para os alunos bem preparados, diz educadora

A Fuvest, que seleciona alunos para vagas na USP (Universidade de São Paulo) e para o curso de medicina da Santa Casa de São Paulo, é um dos exames mais aguardados para muitos vestibulandos e, também, um dos mais disputados do país.
Essa expectativa com a proximidade da prova, que será aplicada a partir das 13h do próximo domingo (27), pode colocar em risco todo o esforço e dedicação de um ano inteiro de estudo, segundo a educadora Andrea Ramal, doutora em educação pela PUC-Rio.
Isso porque a Fuvest, diz Ramal, é uma exame que avalia a consciência cidadã do candidato, isto é, faz o participante ir além e pensar fora da caixa e não ficar preso a famosa “decoreba”, o que deixa os candidatos bem nervosos.
“Tem aquele aluno que fica só decorando, que só sabe formulas e teorias e não sabe relacionar isso na prática com os outros conhecimentos dele. A prova acaba sendo um divisor de água daquele que só decora para aquele que às vezes nem sabe todas as coisas, mas tem uma capacidade de interpretação melhor”, disse Ramal.
Por isso, lembra a educadora, o exame exige uma profundidade maior dos candidatos, pois as questões não são apenas interpretativas, mas requer consciência crítica sobre o conhecimento do estudante. “A Fuvest não é somente uma prova de resistência física, mas de resistência mental que exige do estudante uma visão mais global dos assuntos. E isso pode atrapalhar o desempenho dele durante a prova.”
O coordenador-geral do curso Etapa, Marcelo Dias Carvalho, também concorda que essa visão do vestibular da Fuvest aumenta a ansiedade dos estudantes. “O exame da Fuvest é o mais aguardado do ano e os alunos ficam mais nervosos. E é uma coisa é normal, já que muitos têm o sonho de estudar na USP ou porque tem uma boa qualidade ou porque a família quer.”
Para tranquilizar os estudantes, Carvalho diz que os participantes devem definir uma estratégia de como responder as questões. “O aluno precisa estar ciente de que não pode demorar muito em cada questão, em média, três minutos. Se surgir uma questão difícil, pula e vai para próxima. Se sobrar tempo, volta para elas.”
CORRENDO ATRÁS DO SONHO
Estudar na USP sempre foi o sonho de Murilo Cesar Pugliesi Loiaco, 27. Ele conta que desde criança sonhava estudar medicina na USP, mas quando terminou o ensino médio não teve muita opções e resolveu cursar engenharia mecânica em uma universidade privada em Ribeirão Preto, no interior paulista.
“Havia pensado em entrar em medicina antes de prestar para engenharia. Era um sonho que tive que descartar na época porque não tinha recursos financeiros para continuar os estudos sem trabalhar”, lembra Loiaco, que é natural de Sertãozinho, também no interior do Estado.
Loiaco terminou a graduação em 2011, fez pós-graduação, e este ano resolveu largar tudo e correr atrás de seu sonho e prestar medicina. “Me senti muito frustado. Minha família é muito humilde e não tinha como me manter. Era uma situação complicada. Agora, me sinto bem mais preparado. Sei que é uma prova difícil e que a concorrência é muito grande, mas estou bem confiante em relação aos meus estudos.”
Medicina é a carreira com maior número de inscritos -são 18.598 candidatos disputando 250 vagas, resultando em 63,04 candidatos por vaga. A concorrência é ainda maior no curso de medicina da USP em Ribeirão Preto, que tem 75,58 candidatos por vaga.
Depois de formado em medicina, Loiaco pretende usar seu conhecimento em engenharia para desenvolver novos aparelhos que ajudem em operações cirúrgicas, além de ajudar no atendimento no serviço de saúde pública.
EXAME
O exame será realizado em 27 de novembro (prova de conhecimentos gerais) a partir das 13h (horário de Brasília) -os portões serão abertos às 12h30. A prova conterá 90 questões (tipo teste) e versará sobre o conjunto das disciplinas do núcleo comum obrigatório do ensino médio, com duração de cinco horas.
Os candidatos deverão responder questões, algumas interdisciplinares, abrangendo biologia, física, geografia, história, inglês, língua portuguesa, matemática e química. A lista dos locais de provas para a segunda fase será divulgada no dia 19 de dezembro.
A segunda fase acontecerá nos dias 8, 9 e 10 de janeiro de 2017 (português e redação no 1° dia, história, geografia, matemática, física, química, biologia e inglês no 2° dia e, por último, prova específica de acordo com a carreira escolhida).
VAGAS
Este ano, a Fuvest recebeu 136.736 inscritos -é o menor volume de inscrições desde 2011. No ano passado, 142.721 candidatos haviam se inscrito. Os candidatos concorrerão a 8.854 vagas, sendo 8.734 para USP e 120 para a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa.
A USP vai oferecer ainda 2.338 vagas por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificada, que usa a nota do Enem).
Os candidatos concorrerão a 8.854 vagas, sendo 8.734 para USP e 120 para a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa. A USP vai oferecer ainda 2.338 vagas por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificada, que usa a nota do Enem ).
Das 2.338 vagas no Sisu, 1.741 (16% sobre o total de vagas) são reservadas a alunos de escola pública. Dessas, 586 são para alunos da rede, mas que sejam pretos, pardos e indígenas. O restante, 597, estará no Sisu para ampla concorrência (para alunos de qualquer escola). Cursos da área de humanas também concentram as vagas reservadas para a escola pública: 63% dessas cadeiras são em carreiras nessa área.
APROVADOS
A primeira lista de aprovados no vestibular será divulgada às 10h no dia 2 de fevereiro no site da Fuvest. A matrícula será em duas etapas: não presencial, apenas no site da Fuvest, nos dias 6 e 7 de fevereiro de 2017, e presencial (obrigatória) nos dias 13 e 14 de fevereiro.
As demais chamadas aconteceram nos dias 9, 17 e 23 de fevereiro (segunda, terceira e quarta lista, respectivamente) e nos dias 6 e 10 de março (quinta e sexta chamadas, respectivamente).
Depois desse período, a Fuvest divulga o número de vagas não preenchidas e lista de candidatos habilitados para participar da primeira etapa de Reescolha do curso, apenas pela internet, nos dias 15 e 16 de março de 2017. A sétima e oitava listas serão divulgadas nos dias 22 e 24 de março, respectivamente.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)