BTG lança plataforma digital para investimentos a partir de R$ 3 mil

Conhecido por fazer gestão de grandes fortunas, o BTG Pactual tenta agora popularizar sua clientela. A instituição lançou uma plataforma digital que permitirá investimentos a partir de R$ 3 mil.
Não haverá exigência de renda mínima para abrir uma conta. Todo o processo será feito pela internet e os investimentos, pelo celular.
Por meio de um aplicativo, o cliente digital terá acesso aos fundos oferecidos aos clientes do “Wealth Management”, como é chamado o segmento de gestão de fortunas e onde o valor mínimo de aplicação é de R$ 5 milhões.
Poderá investir ainda em produtos de renda fixa e em planos de previdência privada.
Apesar de exigir um valor reduzido de aplicação mínima, o foco da instituição é atrair clientes de alto poder aquisitivo, afirma Marcelo Flora, executivo responsável pela nova unidade de negócios do banco, batizada de BTG Pactual Digital.
Segundo ele, a sugestão do banco é que o investidor aplique a partir de R$ 50 mil.
O BTG acredita que o varejo de alta renda seja um mercado de R$ 650 bilhões. O Objetivo do banco é ter, em até cinco anos, ao menos 10% desse segmento.
Para isso, o banco acredita que terá de disputar espaço especialmente com os grandes bancos de varejo, mas também com plataformas de investimento e com fintechs (startups do setor financeiro), que têm aumentado seu filão de mercado.
SÓ NA INTERNET
A nova unidade, batizada de BTG Pactual Digital, começou a ser idealizada em 2014. O banco chegou a avaliar a compra de uma empresa que já opera no mercado, mas optou pode desenvolver sua própria plataforma.
No ano passado, começou a funcionar apenas para funcionários e convidados.
Um executivo da XP Investimentos, corretora que tem apostado recentemente na expansão da base de clientes de sua plataforma de investimentos.
Segundo Marcelo Flora, o processo de abertura de conta leva cerca de meia hora se o cliente já tiver todos os documentos necessários em mãos.
Caso não haja problemas com a documentação, é possível iniciar investimentos logo após o cadastro.
Uma equipe própria foi montada para atender os novos clientes que não conseguirem dirimir as dúvidas pelo próprio aplicativo.
O banco afirma que não irá terceirizar o atendimento para empresas de call center.
DE MASSA
Para catapultar os negócios da plataforma digital, o BTG investirá em sua primeira campanha publicitária. Ela contará com anúncios em jornais, revistas, rádios, sites da internet e em canais de TV por assinatura.
O banco não revela quanto foi investido no projeto. Diz apenas que, todo ano, desembolsa R$ 200 milhões para investimentos em tecnologia e que parte desse montante foi usado para desenvolver o BTG Pactual Digital.
PÁGINA VIRADA
O lançamento da plataforma digital marca uma nova fase do BTG.
Segundo Roberto Sallouti, principal executivo da instituição, a crise desencadeada pela prisão do banqueiro André Esteves, é página virada.
O executivo afirmou que os clientes do BTG Pactual puderam ver como a instituição se comporta “no pior cenário possível”.
“Sempre ouvimos falar dos stress tests teóricos que são feitos por bancos centrais do mundo. Passamos por um teste de stress real”, disse Sallouti nesta terça (29) durante lançamento do BTG Pactual Digital, referindo-se aos exercícios feitos por autoridades monetárias para verificar a solidez de bancos.