Palmeiras domina, mas desperdiça chances e empata com a Ponte

O Palmeiras dominou o jogo inteiro contra a Ponte Preta neste domingo (29). Quase não viu seus goleiros trabalharem. Mas perdeu tantas oportunidades que viu o ditado “quem não faz toma” entrar em campo. Depois de abrir o placar, foi sofrer o empate com pênalti já aos 45 minutos do 2º tempo. O 1 a 1 faz o tabu continuar: a equipe de Campinas nunca perdeu no Allianz Parque.
O gol dos donos da casa começou em jogada de Dudu e Zé Roberto e foi marcado por Lucas Barrios, que havia sido xingado minutos antes por desperdiçar chance incrível em passe de Michel Bastos. Não à toa, o paraguaio fez o sinal de “sai zica” na hora de comemorar. Seu último gol tinha sido marcado em agosto. O empate veio na batida de pênalti cometido por Rafael Marques. Ramón venceu Jaílson.
O campeão brasileiro mostrou que está com o entrosamento em dia, apesar da mudança tática (o time agora joga no 4-1-4-1). Além disso, ainda deixou claro que será extremamente perigoso em bolas aéreas, Felipe Melo se juntou aos já perigosos Vitor Hugo e Edu Dracena, sem nem contar Yerri Mina, que só volta na 2ª rodada do Estadual.
A ideia de Eduardo Baptista era utilizar todos os atletas que estavam no banco de reservas, mas ele mudou de planos no segundo tempo e só fez duas trocas. Na entrevista de sexta-feira (27), ele tinha avisado que o amistoso precisaria ser levado como se fosse jogo e não mais como teste, a exemplo do que tinha acontecido contra a Chapecoense. A partir dos 30 min do 2º tempo, as trocas passaram a ser mais constantes.
O Palmeiras agora se prepara para enfrentar o Botafogo no Allianz Parque, no próximo dia 5 de fevereiro, na estreia do Campeonato Paulista, às 17h. No mesmo dia, mas às 19h, em Campinas, a Ponte Preta joga contra a Ferroviária.
Dois pontos ficaram abaixo do esperado na partida deste domingo. O gramado estava longe de seus melhores dias. Seco e com muita areia, dificultou as jogadas em alguns momentos.
O público também decepcionou no reencontro do torcedor com a equipe campeã brasileira. Apenas 15.878 pessoas prestigiaram o amistoso. Dos 66 jogos (incluíndo o deste domingo) do Palmeiras no Allianz Parque, apenas seis não tiveram público superior a 20 mil pessoas.